segunda-feira, 30 de março de 2009

só uma palavrinha....

...aos que temem a ditadura da razão; é tempo de arquivar de uma vez por todas a máxima obscurantista de que cinzenta é toda teoria, e verde apenas a árvore esplêndida da vida. Ela só pode ser sustentada, paradoxalmente, pelas naturezas não-passionais, insensíveis ao erotismo de pensar.
Quem, lendo um poema de Drumond, um livro de Tolstoi ou um tratado de Hegel, acha que está se afastando da vida, não começou ainda a viver. Sem pensamento, a vida não é verde: é cinzenta.
Não é a razão que é castradora, e sim o poder repressivo. S.Rouanet
..dura caminhada..mas vou. se vou.

7 comentários:

Katia Mota disse...

Concordo, em genero, numero e grau, porém, o mundo (exterior) nao é assim ... somos cobrados o tempo todo pela razão... mas onde fica aquele nosso eu Lírico que vaga ao menor sinal de beleza?
Bjs

CajadOmatic disse...

Nossa que pensamento complicado Sueli! Mais que so uma palavrinha, é um pensamento absolutamente complexo, nem sei se entendi direito. Ce tem que escrever essas coisas pra que o povão como eu entendam... Ja li Tolstoi e Drummond mas nunca cheguei perto de Hegel... é parecido com Schopenhauer ou ta mais pra aqueles caras que vc precisa ler em absoluto silencio senão não entra na cabeça de jeito nenhum?
Bom, deixa eu ler pela quarta vez pra ver se eu capisco...

Bom, entendi a segunda parte e concordo mas aquilo de "Ela só pode ser sustentada, paradoxalmente, pelas naturezas não-passionais, insensíveis ao erotismo de pensar"
não foi digerido pelo meu cerebro de sapo. Favor explicar em termos leigos.

Não concordo porem que "Não é a razão que é castradora, e sim o poder repressivo" pois o poder repressivo é a propria castração em si. Qual seria o contrario da razão? A insanidade? A insensatez? por favor traga luz a este pobre batráquio.
bjs

CajadOmatic disse...

ahnnn katia, vc tem um eu lirico que vaga ao menor sinal de beleza? Se eu tivesse um eu lirico, ele ficaria agitado ao menor sinal de beleza, o que me faz vagar é a razão.
bjs

sueli aduan disse...

então Kátia,é exatamente isso mesmo,que escreveu, só que não vejo como cobrança...
vejo:
a razão no sentido de ir fundo, e nem por isso perder a beleza do sentir, das sensações..da alegria.
o que tenho "percebido" é que há sim uma "cobrança" em outro sentiso :
ah, tá analisando muito, precisa ter mais inspiração.. mais ou menos é isso.
será que compliquei mais, caramba.
super beijão

sueli aduan disse...

Sergio:
..como seu eu não fosse povão...(e como).
é pode até ser um pensamento complicado, mas o que não é quanda se trata do 'pensar", já as sensações...
E vc entendeu de uma maneira muito interessante ( releia o que escreveu pra Kátia...o que te faz vagar- a razão) é isso.
sim, a repressão é o pior mesmo, já a insensatez, fabulosa, o que é ser sensato? (hum), insanidade...? tudo muito questionável .
É mas não tenho a pretensão de 'levar luz", só provocar e me provocar ;pra pensar, pensar,pensar,
pobres batráquios que somos.
abs

Katia Mota disse...

Bom Sérgio? Então vago sim à qualquer sinal de beleza, é divino, porém, a razão me traz de volta a terra e o sentir fica numa encruzilhada. Mergulhar de cabeça e se deixar inebriar pela beleza ou analisar? Se analisar ao meu ver a razão acaba contaminando tudo.
Não sei se fui clara.....

Katia Mota disse...

Su minha querida, bem a beleza seja ela qual for é sempre inspiração, porém 3+4 são 7 e é extremamente racional, lógico demais...
Amar não é insanidade e está longe de ser lógico. Sofrer por amor por ex é extremamente inspirador e infinitamente irracional e muito lindo... Todas as grandes tragédias humanas são lindas ou não? Confuso?
E por aí vai... rs... eita... filosofemos todos num botiquim rs.... bjão meu anjo.