quarta-feira, 1 de abril de 2009

muitos outros

gosto de pensar
um pensamento bobo:
eu aqui descendo essa rua
vejo uma árvore.
a garotinha, lá no Nepal, vê uma outra
que, talvez não seja tão outra, mesmo não sendo a mesma
Azerbaijão, Canadá, Japão
todos os olhos não olham na mesma direção

gosto de pensar um pensamento, mas esse já não acho tão bobo
enquanto, no meu prato:
arroz e feijão ( poucos comem salmão)
em muitos outros: o prato está vazio.
não é o mesmo prato: o cheio , o pouco, o vazio, mas
talvez não seja outro, mesmo não sendo o mesmo.
só é muito, só é pouco, só é vazio
Vazio meu coração fica com esse pensamento
ora bobo, ora não.

4 comentários:

CajadOmatic disse...

Curioso vc ter tido este pensamento agora... coincide com um pensamento que tive, i mean, refletimos sobre as mesmas coisas. Sera que somos formigas que pensam que pensam mas no fundo so estão carregando uma folhinha?

sueli aduan disse...

Sergio:
que doido mesmo... acabei de ler seu texto,(é tem a mesma "pegada") (mas o seu, ual,...uma prosa-poética e das boas,lindo,lindo)

se for...que a folhinha seja sempre a poesia,
ou é o inconsciente coletivo?
abs

Merlin disse...

..adorei essa....mesmo!!
bjo su

sueli aduan disse...

Merlin:
QUE BOMMMMMMMMMMMMMMMMM.

adorei vc aqui...
beijão