terça-feira, 31 de agosto de 2010

Ruminar ideias

Acordava antes de todos. Descia as escadas pé ante pé o mínimo barulho seria fatal. Sabia que iriam reclamar implicar mesmo com sua mania de sair cedinho. O que fazer se esse era seu método de trabalho? Caminhar pelas ruelas tranqüilas, encher-se da paisagem, do silêncio, observar o início de mais um dia, das poucas pessoas que cruzavam seu caminho, dos gatos tombando latas de lixo, do cheiro do pão, e muito mais. Depois, muito depois, com a caneta e o papel em branco ou, às vezes, sentado defronte ao teclado, ruminar ideias, elaborar frases, jogar com as palavras, escolher uma a uma como se escolhesse feijão. Escrever suas impressões, seu sentir, seu espanto perante um mundo em eterno movimento. Assim era seu ofício. Ofício de escritor. Às tardes eram, então, dedicadas à leitura, à pesquisa, sabedor que era de que não há inspiração, mas como costumava dizer: — eclosão, de que nada se cria sem técnica e disciplina, sem trabalho e persuasão.Como era lindo esse ritual, quase religioso. Uma verdadeira devoção. Dia após dia lá estava ele, um sujeito comum igual a tantos outros, não um sonhador como muitos pensavam, um lunático, não.Apenas um homem que via na arte da escrita o verdadeiro sentido das coisas e dizia: — uma vida só pra mim não basta eu preciso inventar, criar histórias. E nesse ato criativo sonhar, rir, chorar com os personagens, com toda trama em que me deleito e que meu leitor se reconheça.
Uma catarse literária em que ambos vislumbrem a própria vida


6 comentários:

°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°° Marcos Quinan disse...

Muito bonito!
Te abraço.

sueli aduan disse...

Obrigada, Marcos. Fico muitoooooooooo feliz!

Te abraço!

Katia Mota disse...

Quero um livrinho desse aí kkk

bjs

sueli aduan disse...

:o)
beijo

Marinês disse...

Ruminar ideias pode ser facil. Dificil mesmo é transpor as tais ideias de forma poetica e inteligente..para isso como escrito no texto é preciso de tecnica e disciplina...

mas...nao tem prazer igual...

Parabéns..Lindo texto. Parece ser autobiografico! A sensação boa que me trouxe.
bjo

sueli aduan disse...

É isso mesmo Marinês, técnica e disciplina, além de uma boa dose de
"inspiração" fruto de infinitas leituras desses maravilhosos escritores.

Maravilha o que sentiu!!!
beijo