segunda-feira, 7 de maio de 2012


Tributo a Mantovani
 Inesquecível é o que amamos!

Em diversas línguas, o lembrar, o memorizar está associado não já (ou não só...) a um processo intelectual, mas ao coração: saber de memória é, em inglês, by heart; em francês, par coeur; e esquecer-se de alguém, em italiano, é scordarsi, sair do coração...
Lembramos - sabemos de cor - o que está em nosso coração. Tomás de Aquino, o grande pensador do Ocidente, explica, agudamente, a razão profunda do lembrar e do esquecer: ele faz a ligação entre amar e lembrar: inesquecível é o que amamos!



2 comentários:

Toninhobira disse...

Bela homenagem com esta belissima reflexão do inesquecivel tão bem definida no final.
Lindo isto amiga.
Meu abraço.
Bjo.

sueli aduan disse...

gratíssima meu querido amigo,Toninhobira.

ABRAÇÃO.