sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Observância - sueliaduan

Observo a xícara,
que sinto ao observá-la?
Uma xícara.
Apenas uma xícara,
apenas um quadro,
apenas uma fresta,
Apenas esse som melancólico.
Apenas o existir.
O tempo parado nesse quarto.
A solidão do ser.
A certeza de ser só, só
com o sentido das palavras,
explicação do mundo.
E a xícara?
Branca, porcelana.
O bem - estar do chá.
A dor do pensamento.
Não cabe na xícara, não sai pela fresta.

2 comentários:

Katia Mota disse...

A solidão do ser.
A certeza de ser só, só
com o sentido das palavras,
explicação do mundo.


Preciso dizer algo? Gritamos por solidão mas queremos alguém só conosco... paradóxo total.... bjão

Ana disse...

É. Não sai.
bjs