segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Ah! Esse Guimarães...

Quanto mais ando, querendo pessoas, parece que entro mais no sozinho do vago...foi o que pensei na ocasião. De pensar assim me desvalendo. Eu tinha culpa de tudo, na minha vida, e não sabia como não ter. Apertou em mim aquela tristeza, da pior de todas, que é a sem razão de motivo; que, quando notei que estava com dor-de-cabeça, e achei que por certo a tristeza vinha era daquilo, isso até me serviu de bom consolo. E eu nem sabia mais o montante que queria, nem aonde eu extenso ia.




4 comentários:

Marinês disse...

"Ah! Esse Guimarães"...certamente um dos maiores responsaveis pelo meu gosto por leitura e literatura. Autor de obras magnificas ( de não tão facil entendimento, por isso não muito apreciado por tantos), mas de frases importantissimas para nossa reflexão. Grande Sertão é realmente uma viagem ao mundo peculiar dos "sertanejo" e Diadorim é sem duvida uma personagem que nós todos que escrevemos...temos vontade de criar algo que possa um pouquinho se aproximar...de uma beleza ímpar.

bju

sueli aduan disse...

Ô Marinês, perfeito! E, só posso concordar.
beijo

dana paulinelli disse...

Ô coisa linda!
Valeu demais o post!
Abração.

sueli aduan disse...

Obrigada,Dana.
super abração:o)