domingo, 4 de outubro de 2009

da série: "tenho um amigo que disse que eu":

Não devia andar da maneira como ando na rua, que ontem ele me viu na avenida próximo aos Bancos, mexeu comigo e eu nem olhei, mas como posso ouvir alguém me chamar naquele inferno que é a avenida, ele é que não devia ficar chamando as pessoas, vai que a pessoa se distraia ouvindo o próprio nome, pronto, pode até acontecer um acidente.
Tenho um outro amigo que disse que eu sou assim mesmo, parece que vivo no mundo da lua. Ele disse que é louco pra saber o que eu penso quando estou andando pelas avenidas.
Não sei, respondi. Depende muito, mas acredito que é o que todo mundo pensa enquanto caminha na avenida, com todos esses carros pra lá e pra cá, sempre um prédio em construção, a gente sendo obrigado a desviar o tempo todo, quase andar na rua mesmo, tamanha confusão de cimento, pedras e pás.
Mas ele insistiu: Como assim o que todo mundo pensa? Nos depósitos a fazer, nos saques, nas contas a pagar ou nos carros bonitos que passam?
Claro que não respondi:
O obvio, não é?
E se um carro nos atropela, ou ainda se lá do alto daquele prédio caí uma pedra na nossa cabeça. Pronto.
Tudo que sonhamos acaba numa fração de segundos, as discussões que tivemos no dia anterior, a festa que programamos ir ao fim de semana, o abraço que recusamos, só pra darmos uma de durão... Ele arregalou uns olhos que eu nunca tinha visto, e gaguejando disse:
Você não é normal. O que será que ele quis dizer com:
Você não é normal? Eu acho que ele não conhece o prazer que dá pensar , nessas coisas simples. Ele é uma máquina e, com esses olhos arregalados então, parece mesmo uma máquina. Vou desligar esse cara.
Mas, é claro, que todas as pessoas pensam sobre isso, não necessariamente na avenida, indo de um Banco a outro, mas em algum momento da vida todo mundo já pensou:
E se eu morro agora?
Tenho uma amiga, que disse que eu sou luz, que todos somos luz, espíritos em evolução, e que não devemos ficar pensando nessas bobagens, que faz muito mal pra saúde.
O que será que ela quis dizer com:
_Faz muito mal à saúde.
Coitado do Platão, e daqueles caras que pensaram....pensaram, claro que não em pedras caindo, ainda que se tratasse de caverna, mas na escuridão do não pensar, da sombra da casa, da luz que ofusca, na ignorância de se tentar ser igual.
Tenho um amigo, grande amigo, desses que falam com a delicadeza do muito pensar, ele disse que devemos, sim, andar nas avenidas como quem enxerga girassóis, como quem vive no mundo da lua, mesmo que um carro...uma pedra...tudo é mesmo numa fração de segundos...um pensar.

18 comentários:

Katia Mota disse...

Eu penso que esse lugar por onde vagas enquanto vaga é muitoooo legal... não se importe com isso... bjs

sueli aduan disse...

tenho pensando em mudar o nome da série "eu tenho, para "ELA" tem uma amiga"... justamente pra ficar claro (aos leitores) a construção da ficção,da personagem, do imaginário.
(kkk ainda que eu tb vague muito...delire bastante...

Obrigadíssimaaaaa, adorei!, kÁTIA,
seu comentário vem justamente confirmar, que devo sim usar o "ELA".
Essa é uma questão importantissima na escrita,entende.

Veroca disse...

Você é ótima Sueli, e isto tem prá mim um nome: consciência da vida interior. O pensar nos dá isto, às vezes miseravelmente hehehe. Adoro esta sua série " tenho um amigo que disse que eu". Sabe que me inspira uma idéia, acho que uma idéia inexequível ( eita, agora gastei, espero esteja grafada corretamente, acho que o trema sumiu do mapa, né? ). Bem, mas a idéia> Fazer uma série, " tenho um inimigo que disse que eu" hehehe. Sueli, venho aqui te ver e olhe só, saio sempre cheia de idéias. É que você pensa e pensando faz pensar. Beijos meus, semana boa por aí

sueli aduan disse...

Ô Veroca, fico tão feliz com suas palavras, acredito muito que a gente está sempre "aprendendo e ensinando", ou como disse Paulo Freire "Ninguém ensina ninguém, aprendemos em comunhão"
Adorei a ideia do inimigo kkkk, então, como percebeu pelo post acima eu já estava cogitando de mudar o título, e o comentário, tão pertinente, da amiga Kátia, fortaleceu a idéia, pois "achei" que eu estava dando margem para uma escrita, tipo desabafo), não é minha intenção,(rs), mas com essas suas sábias palavras,está decidido "vou continuar"
valeu , querida
bjs

dade amorim disse...

Ah, vale uma série, com certeza.
Essa questão da ficção é uma das coisas que não cola muito nos leitores de blogs - todo mundo sempre acha que o blogueiro fala dele mesmo, quando na verdade - bom, deixa pra lá.
O texto é bom demais, Sueli.
Beijo pra você.

sueli aduan disse...

"essa coisa de ficção....", vc tem razão...não "cola".(não só entre blogueiros)
a verdade(se é que isso existe) (rs) é que nossos textos refletem nossas experiências, visão de mundo e por aí... sem contar a "catarse".
Fico muito feliz por ter gostado.
beijo pra você.

Veroca disse...

Sueli, hehehe, por sua inspiração e em sua homenagem tá lá na colcha um post. Depois, quando der, passa lá. Beijo e obrigada

sueli aduan disse...

já passei, adorei!!! comentei!!! e, tô no aguardo heim!!!
super beijão

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Estava eu a tentar dar um jeito nos retalhos da colcha da Veroca, quando decidi seguir a pista dele e vim aqui parar. Só li ainda este post, mas para amostra... adorei!
Parabéns

sueli aduan disse...

obrigada pelo comentário, Carlos, visita sempre!!

quero seguir seu blog, entrei lá,mas não é possível????
abs

Evandro Gastaldo disse...

Legal! Rsrsrs... Gostei! Muito bom! Valeu Sú! Bjs.

sueli aduan disse...

Ô visita boa sô!!!Aparece sempre!!!
legal(rs) bjs

Marinês disse...

Sú...(com acento , certo?)...essa ideia da serie é realmente boa, boa...eu gosto muito, muito mesmo...faz me lembrar das loucuras que esses meus amigos (as vozes.......rsssssss) me dizem o tempo todo...

bjocas e parabéns!!!

sueli aduan disse...

Ô Marinês, valeu seu comentário!!! adorei...essas vozes...

e pode ser com acento sem acento (rs)
bjs

Katia Mota disse...

Ela... não sei... gosto do tenho um amigo... bom sou da opiniao o amigo é seu...kkkkk

bjs

sueli aduan disse...

como eu disse no post acima, pra Veroca, vou continuar mesmo com : o "eu", já nem cogito o "Ela",mas valeu o carinho... sou da opinião que em time que tá ganhando a gente não mexe kkkk

Rúbia disse...

É, essa história de "eu tenho um amigo q disse" ou "aconteceu com um amigo meu" é furada né Su, só se for amigo imaginário... Saudades sua louca!!!

sueli aduan disse...

Ô Rubia, que nada, eu tenho mesmo!!!!, saudade sua louca.
Duas loucas....vamos no Depois jogar conversa fora, cevejar!!!!
quequeseacha?????

Liga!!!