sábado, 10 de abril de 2010

Em pequenos goles...


(...) Quem vive para a poesia deve ler tudo. Quantas vezes, de uma simples brochura, jorraram para mim a luz de uma imagem nova! Quando aceitamos ser animados por imagens novas, descobrimos irisações nas imagens dos velhos livros. As idades poéticas unem-se numa memória viva. A nova idade desperta a antiga. A antiga vem reviver na nova. Nunca a poesia é tão uma como quando se diversifica.
Que benefícios nos proporcionam os novos livros! Gostaria que cada dia me caísse do céu, a cântaros, os livros que exprimem a juventude das imagens. Esse desejo é natural. Esse prodígio, fácil. Pois lá em cima, no céu, não será o paraíso uma imensa biblioteca?
Mas não basta receber, é preciso acolher. É preciso, dizem em uníssono o pedagogo e a dieteticista, “assimilar”. Para isso, somos aconselhados a não ler com demasiada rapidez e a cuidar para não engolir trechos excessivamente grandes. Dividam, dizem-nos, cada uma das dificuldades em tantas parcelas quantas forem necessárias para melhor resolve-las. Sim, mastiguem bem, bebam em pequenos goles, saboreiem versos por verso os poemas. Todos esses preceitos são belos e bons. Mas um princípio os comanda. Antes de qualquer coisa, é necessário um bom desejo de comer, de beber e de ler. É preciso ler muito, ler mais, ler sempre.
Assim, já de manhã, diante dos livros acumulados sobre a mesa, faço ao deus da leitura a minha prece de leitor voraz: “A fome nossa de cada dia nos daí hoje...”.

A Poética do Devaneio
Gaston Bachelard

6 comentários:

Marinês disse...

que lindo!

sueli aduan disse...

É sim, Marinês. Não sei se já leu, mas fica a dica:o)

"A póetica do Espaço(G.Bachelard) e "A psicanálise do fogo" (G.Bachelard)

bjão

Geraldo de Barros disse...

Sueli, gostei muito dos seus "cantinhos", muito bom!

=)


Um abraço,
Geraldo.

sueli aduan disse...

Obrigada,Geraldo.

Entrei no teu blog (cantinho lindo :o)),mas quero ler com tempo e calma.

abs

Katia Mota disse...

Oi Su... esse texto me lembro quando apresento poesia p/ meus alunos... Quando digo poesia e eles torcem os narizes...E depois se descobrem num universo único, belo e repleto de significados antes não visto. Aí tive de resumir... "Poesia, é um olhar diferente sobre as coisas" .

sueli aduan disse...

Que linda essa fala,Ká. Adorei!

E adorei tb saber que está dando aulas!!! é dentro do Projeto de Voluntários (como sabe ADMIRO essa tua garra) ,e, aqui vai uma dica: Faça Faculdade de Letras, vai amar!!! Vc não falou mais sobre... pensei que tinha acabado. Maravilha!!Essa criançada precisa mesmo descobrir a beleza dos poemas.
vamqvamu.