sexta-feira, 2 de abril de 2010

"Onde estamos e somos"


Falar do amor em Platão cria uma inevitável circularidade. Dela não podemos fugir: o próprio Platão não nos deixa escapar. É que, em Platão, amor e fala, amor e discurso, amor e palavra estão intrínseca e definitivamente interligados. Há, para Platão, cumplicidade entre Logos e Eros. Para sermos mais corretos: existe estreita vinculação entre as diversas formas de amor — múltiplas figurações de Eros e as respectivas linguagens que falam do amor e com que o amor se fala. Os discursos amorosos retratam as várias faces de Eros.
Mais para Platão, como se vê em O banquete, o tema do amor vem de muito longe, sua origem se perde em insondáveis tempos remotíssimos, jamais presenciamos seu começo. O que dele temos, na verdade, é a série descontínua de falas ou variações na qual entramos sempre tardiamente: seqüência fragmentada de múltiplos e heterogêneos discursos, esfacelado por falhas, hiatos, silêncios. Nunca um discurso inteiro e contínuo, mas retalhos dispersos, discursos díspares e descosidos. Nunca um mesmo e único discurso: falta começo como lhe falta continuidade. Se o tema provém de eras recuadas, o que obtemos ao tentar resgatar seu passado e recontar sua história são sempre lembranças. Por outro lado, como, sugere o Fedro, o amor é tema que não se encerra nem se exaure: apesar de permanentemente retomado, permanece inconcluso, aberto à possibilidade de novas variações. Eis porque sem a apreensão de seu início, sem a visualização de seu final do tema do amor temos somente o meio, seu dilacerado meio onde estamos e somos: os inúmeros e às vezes antagônicos discursos amorosos, onde fatalmente tentamos inserir nossa fala particular e provisória.

Platão: As várias faces do Amor - "Os sentidos da Paixão"
José A.M.Pessanha
Pesquisa e título no blog: sueliaduan

4 comentários:

Rodrigo Della Santina disse...

Até hoje não vi nem li ninguém que tratasse do amor com tanta propriedade e lucidez quanto Sócrates e também Platão.

sueli aduan disse...

Pois, é.

fao Carreira disse...

gostei muito do texto....

sueli aduan disse...

É um belo texto,Fao Carreira.

Obrigada,Visite sempre :o)
abs