domingo, 23 de novembro de 2008

Cinzas - sú

Qual será para mim
o espetáculo do mundo?
passeio com cinzas na boca.
Vejo uma infelicidade de sentido
Tudo cai como uma folha
Sinceridade absoluta

2 comentários:

carla disse...

Como a vida, que em espiral ressurge num novo caminho, a cada dia, a cada brilho, a cada momento, quase que imperceptível. A vida que cai dá espaço a uma vida nova, que ainda sim é velha, que ainda assim traz consigo a memória dos instantes vividos..folhas novas, folhas velhas...folhas são só folhas, mas ainda assim são vida!

sueli aduan disse...

gostei...Carlinha, seu comentário ME DEIXOU contenteeeeeeeeeeeee.
Bonito isso, '..ressurge num novo caminho...continua escrevendo, sim...